Category Archives: Abençoada seja a Moda!

Uma vénia à moda portuguesa

 

 

Fiquei agradávelmente surpresa quando vi as notícias acerca do Portugal Fashion, simplesmente por uma única razão. Já há anos que acompanho as notícias dos eventos de moda em Portugal (acompanho as notícias porque nunca fui a um evento destes, nem sei bem como posso ir) e sempre me queixei da falta de escolha de locais diferentes para cada desfile, e pela falta de personalização nos cenários. Eu sempre achei que o cenário é uma parte importante para os eventos de moda, porque torna a escolha do tema da colecção mais evidente, mais real, e torna as roupas mais atractivas. Para além disso, os designers de cariz mais internacional escolhiam sempre locais propositadamente para os seus desfiles e conseguiam torná-los sempre mais credíveis.

Sempre vi a moda como um modo de arte, não propriamente num acto de tornar as mulheres mais belas. Hoje, isso comprova-se, pela extravagância que os desfiles dos designers mais conceituados transmitem. Sendo então, uma forma de arte, o tema deve tomar evidência, e o cenário deve ser extremamente criativo. Ou se não for criativo, pelo menos funcional, minimalista e bem agradável aos nossos olhos. Tudo depende da maneira como o designer quer que os consumidores olhem para as suas criações. Afinal, tudo se trata de uma manipulação artística bem pensada.

De qualquer maneira, vim dizer que estou mesmo muito feliz pela moda portuguesa ter crescido a olho nu, ter finalmente aberto bem os olhos e ter puxado bem pela cabeça (ou pela imaginação, como queiram…). Dou os meus sinceros parabéns ao evento, mostra mais uma vez que a moda portuguesa tem qualidade e está cá para ficar.

 

Imagem: Portugal Fashion Paris – Luís Buchinho Inverno 2012/13

Com as etiquetas ,

Descobre as diferenças, escudeiro!

Vladimir, em segredo, também fez parte do Grupo de Escudeiros da Ordem de Novgrodod Bóris, portanto, também teve que aprender a observar. Foram-lhe submetidos testes de “Descobrir as diferenças” para testar a sua fugalidade visual. Quando Vladimir anuiu que viu Sasha algures atrás de árvores, foi concluído que os resultados obtidos foram de 0,002.

Este post é mais ou menos como essa história. Mas mais interessante.

Vagueando pelas vastas ondas na Internet, consegui por-me a par dos últimos desfiles fora de época (Pois; estamos no Outono mas já estão a ser lançadas colecções do próximo Verão). Então, encontrei roupas fabulosas, que me fazem lembrar as princesas Disney, claramente inspiradas em Van Gogh. A colecção é da Rodarte.

Como tenho uma cultura visual disciplinada, lembrei-me de associar os prints dos vestidos a obras do pintor. E VOILÁ!

Vase with Fifteen Sunflowers, Van Gogh

 

 

Vase with Twelve Sunflowers, Van Gogh

 

 

Wheat Field with Cypresses, Van Gogh

 

Starry Night, Van Gogh

 

Sejam bons escudeiros como o Vladimir e encontrem mais diferenças!

Fonte: www.vogue.es

Estilo de Rua para Vagabundos

Cada vez mais a sociedade contemporânea dá importância ao seu vestuário do dia-a-dia e tem como  principal objectivo ir à busca da sua identidade, a partir desse meio. Eu mesma tenho essa necessidade. Adoro vestir-me bem tendo em conta os meus gostos e o meu carácter. Já o Vladimir não se importa de andar na rua tal e qual como veio ao mundo.

A partir desta abordagem referida ao início, surgem combinações de roupas peculiares (por vezes um pouco bizarras) nas ruas de todo o mundo,  que inspiram qualquer um. E é aí que um senhor norte-americano (Scott Schuman, é o seu nome) conhecido por The Sartorialist, se lembra de fotografar anónimos com estilo e publicar num blog. Hoje, esse mesmo blog, de tantas visitas que arrecadou, é conhecido como o site de streetstyle com mais influência em todo o globo. E bem merecido!

Aqui estão alguns dos meus looks favoritos:

E vocês, abençoados vagabundos, o que acham?

Fonte:www.thesartorialist.com